Israel se move rapidamente na área de transporte inteligente e já é polo de inovação

 

Renault Twizy em exibição na Ecomotion. A fabricante francesa estabeleceu seu Laboratório Aberto da Inovação em Tel Aviv. Foto: Divulgação.

Em junho de 2013, 250 especialistas israelenses de transporte inteligente compareceram à conferência inaugural da EcoMotion, uma comunidade sem fins lucrativos iniciada pelo Programa Nacional de Combustíveis Alternativos e Transporte Inteligente e pelo Instituto de Inovação de Israel, com o apoio do Ministério da Economia, para trocarem ideias sobre o futuro do transporte de pessoas.

Não demorou muito para que Israel emergisse como polo significativo de inovação para veículos autônomos e conectados, transporte público, combustíveis alternativos, motores supereficientes, estacionamento urbano e transporte ecológico.

Apenas quatro anos depois, líderes do setor automotivo e de transporte global estavam este mês entre os 1.500 participantes no quinto evento anual da EcoMotion no Centro Peres, em Jaffa. Cerca de 200 startups foram representadas na conferência, que atraiu 250 participantes do exterior.

“Há cinco ou seis anos, quem teria pensado que Israel seria importante na indústria global de transporte? Nem sequer temos marcas nacionais de automóveis “, diz Lior Zeno-Zamanski, diretor executivo da EcoMotion.

O evento apresentou soluções inovadoras para veículos autônomos e conectados, cibersegurança, compartilhamento de carros, compartilhamento de bicicletas, drones, motocicletas elétricas e carros de corrida, carregamento rápido de baterias automotivas e muito mais.

Mercedes Benz, Renault, General Motors, BMW, Ford, Honda, Volkswagen, Volvo e Uber  abriram centros de pesquisa e desenvolvimento em Israel e/ou investem em tecnologia israelense, desde 2016. A Renault, cujo modelo Twizy é mostrado na foto, estabeleceu seu Laboratório Aberto da Inovação em Tel Aviv em junho passado, para trabalhar com startups locais.
Saiba mais

Leave a Reply